Trinta-por-uma-linha

Ajudamos a escrever e a publicar livros de Literatura Infantil e Juvenil

Curiosidades Literárias: premonições?

Existem muitos casos de escritores que escreveram histórias e nelas descreveram invenções muito antes de acontecerem na vida real:


O escritor americano de ficção científica e literatura juvenil Ramón Felipe Álvarez del Rey, mais conhecido como Lester del Rey (1915-1993) começou o seu romance Caminho para as estrelas" (Step to the Stars) com a frase "A primeira nave pousou na lua e o comandante Armstrong saiu para o exterior. "Quinze anos depois, essa previsão tornou-se realidade.


Wherner von Braun, o criador dos foguetes projetados nos Estados Unidos para o computador espacial, inspirou-se na descrição de Cyrano de Bergerac (1619-1655) de um dispositivo enviado à lua no livro Viagem à lua, de 1633. Este escritor francês descreveu também a lei da gravidade 50 anos antes de Newton e a rádio dois séculos antes de Marconi.


Júlio Verne (1828-1905), o grande escritor francês de romances de aventura, considerado um dos pais da ficção científica e o segundo autor mais traduzido de todos os tempos - depois de Agatha Christie (1980-1976) - foi o autor de mais invenções nos seus romances: o helicóptero, as naves espaciais, a Internet, o submarino, o elevador, os grandes transatlânticos, entre outros.


Jonathan Swift (1667-1745), no livro As Viagens de Gulliver, descreveu com precisão os satélites Marte, Fomos e Deimos, 150 anos antes do astrónomo Asaph Hall os descobrir e, na aventura que se passa no país dos Liliputianos, descreve como os anões fazem o cálculo matemático para alimentar o gigante Gulliver: a quantidade de comida que um corpo necessita é três vezes maior do que três quartos do seu peso. Uma lei que não foi descrita cientificamente até 1932.


Comentários!

Política de Privacidade I Termos e condições

© 2021 | Trinta-por-uma-linha