Trinta-por-uma-linha

Ajudamos a escrever e a publicar livros de Literatura Infantil e Juvenil

Laboratório Digital de Escrita Criativa

7 Dicas d'Escritas para celebrar o mês das bibliotecas escolares

Outubro é, entre nós, o mês das bibliotecas escolares. Isso mesmo, o mês da biblioteca da tua escola. E esta biblioteca, como qualquer outra, é um lugar mágico onde podem acontecer muitos mistérios que tu podes d’escrever. 


Algumas ideias:


1. Imagina que numa visita à tua biblioteca escolar encontras um livro antigo, de aspeto artesanal, com uma história interessantíssima, escrita pelo teu pai ou avô ( pode ser a mãe ou avó) quando eram da tua idade, numa oficina de escrita promovida n(est)a biblioteca escolar. A partir deste argumento, escreve uma história


2. Na tua biblioteca escolar há imensos livros. Uns muito lidos e usados, outros lidos raramente e outros, ainda, nunca lidos. Imagina que tu és um dos livros nunca lidos. Escreve o diário de um livro nunca livro…


3. Nos livros de histórias há, como sabes muitas personagens, quase todas muito bem caracterizadas! Tendo isto em conta, escreve um breve texto dramático (teatro) em que juntes e coloques em diálogo e conflito personagens de diferentes livros ( por exemplo, o Peter Pan e o os sete anões da Branca de Neve ou o Gulliver).


4. Como há poemas sobre livros e palavras, tu podes também escrever um poema sobre a tua biblioteca, mostrando como é útil e importante e mágico que haja uma biblioteca na tua escola.


5. Já reparaste que na tua biblioteca escolar o/a professor/a bibliotecário/a é como um guardião que zela e cuida de tudo e abre as portas a todos os alunos e leitores. Pois bem: escreve uma carta de agradecimento pelo trabalho do teu/tua professor/a bibliotecário/a. Se não quiseres escrever uma carta, escreve um conto breve (um microconto) em que digas como admiras o trabalho dos professores bibliotecários.


6. Junta os teus colegas de turma ou amigos e, em conjunto, escrevam um texto em que digam como é importante que na vossa escola haja uma biblioteca. Podem fazê-lo como se fosse um manifesto (tenham como exemplo o texto “Os direitos do leitor”, de Daniel Pennac).


7. Já sabes que para escrever tens de ler muito. Então, seguindo esta lógica, organiza e promove um recital de leitura(s) na tua biblioteca escolar. Uma ótima ideia seria partilhares os textos (d’)escritos anteriormente com todos, colegas e professores, na Biblioteca Escolar!


Boas escritas!

7 ideias para (d)escrever (n)o outono

1. Faz um levantamento (uma pesquisa) de todos os provérbios sobre o outono (e o S. Martinho). Depois, escreve uma história em que esses provérbios estejam presentes.


2. Relê a lenda de S. Martinho e reescreve-a ou atualiza-a. Introduz personagens de hoje em situações novas. A ideia é que escrevas uma história em que respondas ao seguinte desafio: se Martinho vivesse hoje o que faria?


3. Imagina e escreve uma entrevista a S. Martinho. Não lhe perguntes apenas o que já sabes dele, mas vai mais fundo.


4. Escreve uma história ou um poema em que a castanha fale de si, da sua história de vida.


5. Lembras-te do Magusto da tua escola do ano passado? Descreve-o com humor, se possível. Se não te lembrares (ou não tiver havido) diz-nos como gostarias que fosse o teu magusto especial.


6. Pergunta à tua avó se conhece alguma receita com castanhas. Ou procura na internet. Depois escreve um poema em “modo” de receita.


7. Sabes que as castanhas vivem muito tempo dentro do ouriço. Imagina uma história que seja (apenas) um diálogo entre o ouriço e as castanhas que dele saem ou se libertam.

7 Ideias d'Escrita(s) para o início do ano letivo

1. Depois das férias (grandes), regressar à escola é um bom pretexto para escrever histórias sobre reencontros, sobre novos colegas, novos professores, nova escola, etc. Importante mesmo é que a escola seja o cenário da história que vais escrever.


2. Já reparaste que antes da escola começar, os teus pais andaram atarefados a comprar os manuais e os materiais escolares, as mochilas, entre outras coisas. Imagina que os acompanhas numa destas compras e que algo de extraordinário acontece. Por exemplo, certo manual recusa a ser teu. Ou: na mochila que compraram há um lápis mágico. Ou: que no estojo de lápis de cor novos há um lápis encarnado que chora desalmadamente porque teve de separar-se da sua amada, a borracha amarela que vivia na estante em frente. Dá asas à tua imaginação e escreve uma história.


3. Se gostas de desporto e de futebol, escreve um conto em que narres a fundação de um clube desportivo na tua escola ou no teu bairro. Pode ser um clube de futebol ou de outra modalidade desportiva. Não te esqueças de contar factos caricatos e com humor.


4. Nos primeiros dias de aulas, podes perguntar aos teus pais e avós como era a escola no seu tempo. O que aprendiam e faziam? Quais as matérias que mais gostavam? Como eram os professores, etc. Depois, escreve uma história em que mostres as principais diferenças entre a escola de antigamente e a escola de agora.


5. Escreve um texto como se fosse um manifesto, em que digas como gostarias que fosse a tua escola. Podes usar a fórmula: Para mim, a escola devia…. Ou ser mais criativo. Decisivo é que tu sonhes uma escola melhor é diferente.


6. Propõe à tua professora e aos teus colegas escrever uma carta (ou várias ao longo do ano) a colegas de outras turmas da escola ou até a colegas de outra escola vizinha (ou de outro país). A ideia seria escrever cartas contando histórias da tua escola.


7. E que tal escrever una história em verso (costumo chamar a isto um Romanceiro)? Mostra como é a tua escola e como gostas dela através de una história em verso.

7 Ideias d'Escritas para Férias

1 - Se fores de férias com os teus pais ou familiares para a praia, escreve uma historia que se passe à beira-mar. Pode ser uma aventura na praia, num farol, num barco. Também pode ser uma história que tenha como personagem principal um búzio, ou uma estrela do mar, ou uma concha mágica, ou até um peixe, etc.


2 - As férias são para descansar. Mesmo assim, pesquisa na internet ou pergunta aos teus avós e pais, provérbios que contenham a palavra mar. Depois de recolhe um bom número destes provérbios, transforma-os, muda-lhe o sentido. Coloca-os a dizer o contrário. Procura o humor.


3 - Se vais passar algum tempo numa casa de férias (uma semana ou mais), escreve um diário. Se quiseres, dá-lhe um titulo, como por exemplo, “Diário das férias grandes de 2021”. Escreve um diário de modo habitual, relatando os episódios e factos do teu dia a dia. Ou escreve o diário do teu amigo invisível que passa contigo esses dias. Ou ainda: imagina que és um explorador que quer descobrir tudo sobre o lugar onde estás a passar férias e regista as suas descobertas.


4 - Se as tuas férias forem no campo ou na montanha, escreve sobre algo que te pareça estranho, como, por exemplo, uma árvore ou planta que não conheças, umas grutas, uma queda de água, rio ou barragem. Descreve esse lugar com grande detalhe como se estivesses a conduzir os olhos do leitor. Os olhos mas também o nariz (descreve os cheiros e perfumes), a língua (descreve o paladar dos alimentos e frutos), as mãos (descreve as texturas), entre outras coisas.


5 - As férias em família são, muitas vezes, uma ocasião para estarmos, brincarmos e nos divertirmos juntos. Aproveita essa predisposição e escreve (e desafia os teus irmãos, pais e avós a participar n(o guião d)a escrita de) uma peça de teatro. Pode ser uma peça sobre uma lenda do local onde estás de férias, uma personalidade local (uma rei, escritor, poeta, cozinheiro, pintor, militar, etc.). Ou, em alternativa, escreve uma peça sobre a tua família. Ou sobre o que te apetecer. Depois, convence a tua família a representar a peça que escreveste (isso será ouro sobre azul).


6 - (Se não fores de férias para lado nenhum ou mesmo indo). Faz uma entrevista a uma pessoa que gostasses de conhecer melhor, como, por exemplo, o teu avô/avó, o presidente da junta da tua freguesia, o presidente do clube de futebol da tua terra, a padeiro do teu bairro, etc, etc. Prepara as perguntas, escreve as respostas e, depois, se quiseres, escreve uma história biográfica sobre quem entrevistaste.


7 - Finalmente, porque as férias são um tempo para ver mais e melhor as coisas, escreve poemas. Para o que observares, podes escrever haikus. Se te quiseres divertir e desafiar a tua família, podes escrever quadras (ao despique ou desgarrada). Ou simplesmente podes fazer rimas malucas.


Boas escritas e boas férias! Diverte-te!


JMR

Ideias d'Escrita(s)

Escrita Criativa: para que nunca digas que te faltam ideias para escrever, deixo-te aqui mais 7 exercícios para te ajudar a escrever com criatividade.


1. Dicionário imaginado

Inventa uma palavra. Pode ser uma palavra simples ou uma palavra composta de outras palavras. Depois, escreve o seu significado. Se repetires muitas vezes este exercício, ao fim de algum tempo terás o teu pequeno dicionário imaginado.


2. A Primeira vez de alguma vez

A vida é uma sequência de muitas primeiras vezes. Lembras-te do teu primeiro dia de escola, do primeiro livro que leste, do teu primeiro beijo, do teu primeiro animal de estimação? Descrever isto pode dar-te histórias fantásticas!


3. Histórias de rir

Conheces algumas anedotas, daquelas que se podem contar diante de toda a gente? Pois bem, seleciona algumas e escreve-as a teu gosto, condimentando-as com boas piadas ou expressões populares.


4. Faz um anúncio de uma venda improvável

Escreve um anúncio vendendo um gambozino ou animal de faz-de-conta. Tens de ser muito convincente.


5. Uma carta para o futuro

Escreve uma carta para ti mesmo no futuro. Escreve como te imaginas daqui a 5 anos. Descreve o percurso que terás feito. O que gostaria de ter feito e onde gostarias de estar….


6. Poema quotidiano

Escreve um poema a partir de uma notícia de jornal. Ou a partir de dois anúncios duma revista. Cria o poema usando as palavras da notícia ou dos anúncios. Se quiseres, até podes fazer um poema visual…


7. Improverbios

Seleciona alguns provérbios de que gostes especialmente e inverte o seu sentido, colocando-o de pernas para o ar. Ou transforma-o numa adivinha, de modo que o leitor descubra de que provérbio se trata. Ou escreve uma história breve que comprove ou desminta o provérbio.

Espero que tenhas gostado destes 7 exercícios de escrita criativa!


João Manuel Ribeiro

7 Atividades de Escrita Criativa

#1. Escolhe um final distinto: trabalha uma história, um conto ou um relato de que gostes especialmente; reescreve-o, mudando o final ou alterando a sequência dos acontecimentos, imaginando o que suce3deria se…

#2. Escolhe palavras: escolhe um conjunto de palavras, entre 7 e 10, sem relação aparente (cão, janela, flores, por exemplo) e, com elas, imagina e escreve uma história breve.


#3. Temas de la vida diária: descrever o teu primeiro dia de escola, escreve o que fizeste no sábado passado, escreve sobre o teu dia favorito da semana, escreve sobre o teu animal de estimação ou sobre um objeto pelo qual tenhas uma predileção especial.


#4. Escreve ao ar livre: dá um passeio pela praia, caminhar pelo centro histórico da tua cidade o senta-te num parque e observa. Qualquer escritor tem de aprender a observar antes de escrever.


#5. Oulipo: recorta algumas palavras de algum jornal ou revista e coloca-as num saco. Depois, à sorte, tira uma de cada vez e a partir das palavras que vão saindo (e na ordem por que saem) escreve um texto em que as palavras se articulem e ofereçam um sentido possível.


#6. Lê poemas em voz alta: escolhe um poema e lê-o em voz alta. Depois de o leres, escreve o que te sugere o poema e o que significa para ti.


#7. Descreve a una pessoa: habitualmente, as descrições trabalham a caracterização físicas das pessoas. Neste exercício, o desafio é descrever o mais importante de uma pessoa que conheças, atendendo apenas à descrição psicológica.


João Manuel Ribeiro

Ideias d’escrita(s) sobre Ílhavo

Ideias d’escrita(s) sobre Ílhavo, propostas por João Manuel Ribeiro, nas Oficinas de Escrita Criativa, desenvolvidas nos dias 12, 13 e 14 de janeiro de 2021, nos 3 Agrupamentos de Escolas do Municípios, com alunos do 1.º Ciclo ao Secundário.


Deixamos aqui estas “ideias d’escrita(s)”, porque estamos convencidos de que podem ser “replicadas” em muitos outros lugares:


1 – Romanceiro: história em verso
Escreve uma história em verso, em que descrevas, com graça, a coragem dos capitães, marinheiros e pescadores nas campanhas de pesca ao Bacalhau – a Faina Maior, nos tempestivos Oceanos Ártico e Atlântico, que banham as costas da Terranova (Canadá) e da Gronelândia.


2 – Receitas em verso
Escreve uma receita em verso sobre uma das iguarias gastronómicas de Ílhavo: o Pão de Vale de Ílhavo, as Caras de Bacalhau, a Chora, entre outras…


3 – Roteiro em verso
Faz um levantamento dos monumentos e tradições de Ílhavo e depois, redige um roteiro, escrevendo uma quadra sobre cada um(a) dele/as. Se quiseres, podes escrever estas quadras como adivinhas, em que descreves o monumento ou tradição sem falar dele explicitamente!


4 – O Mar como tradição
Tendo em conta este slogan, escreve uma história em que o mar seja a personagem principal – o herói. Toma como exemplo o livro A Menina do Mar, de Sophia Mello Breyner Andresen.


5 – O Diário de bordo
Imagina que, no tempo das campanhas de bacalhau, tu, um jovem, conseguiu, às escondidas, embarcar num dos navios da pesca do bacalhau, sendo descoberto apenas alguns dias depois. Imagina a reação da tripulação e o que se passou a seguir. Conta-nos tudo isto através de um diário breve.


6 – A origem do nome dos lugares
Inventa uma história em que expliques a origem do nome do município ou das freguesias ou de algum lugar. No nome das terra e localidades, costuma haver sempre uma lenda ou mito. Descobre-o e reescreve-o, atualizando-o.


7 – Os símbolos e tradições de Ílhavo
Escolhe algum símbolo ou tradição de Ílhavo para personagem (e que não seja uma personagem humana, como por exemplo, um barco, o bacalhau, o farol ou outra) e escreve uma história que fale desse símbolo ou tradição…


8 – As iniciativas de Ílhavo
No Município de Ílhavo há imensas iniciativas e eventos ligados a diversas atividades da vida humana: o teatro, a música, a gastronomia. Escreve uma história em que descrevas um dia passado num desses eventos… [literatura de viagem].


9 – Os lugares de Ílhavo
Escolhe um dos lugares emblemáticos de Ílhavo e faz dele o cenário para uma história de aventura, ou de amor ou mesmo de terror. Exemplo de lugares: Farol da Barra, os palheiros da Costa Nova, o Museu Marítimo de Ílhavo, a Biblioteca Municipal, a Fábrica da Vista Alegre, a Ria, a capela de Nossa Senhora da Penha de França [azulejos, o túmulo barroco, a árvore de Jessé, o Bairro Operário, etc.


10 – Biografia de ilhavenses notáveis
Escrever uma biografia é estar perigosamente perto da vida de alguém. A proposta é que escrevas uma biografia breve, ou apenas uma parte da biografia, de alguma personalidade de Ílhavo, que se destacou pela sua atividade [Exemplo: Capitães, marinheiros e pescadores da pesca do Bacalhau; Mário Castrim; Carlos Paião, o fundador da Vista Alegre, etc.).


João Manuel Ribeiro

Conversa sobre uma experiência

Política de Privacidade I Termos e condições

© 2021 | Trinta-por-uma-linha