Trinta-por-uma-linha

Ajudamos a escrever e a publicar livros de Literatura Infantil e Juvenil

Os grandes escritores têm um método!

Todos admiramos os GRANDES escritores! 

Aqueles que escrevem bem, escrevem bastante e com muitos leitores! 

Parecem-nos “monstros” com uma mente criativa fantástica. São extraordinários, pensamos! 

A verdade é que não é assim, são semelhantes a nós, por mais humanos e simples que sejamos!

O que nos diferencia deles é que nós temos ideias para escrever e os grandes escritores têm um método. Eles têm um modo próprio de proceder (framerwork). Um procedimento que ninguém pode replicar ou imitar com precisão.

Se quiseres tornar-te um grande escritor, tens de encontrar e desenvolver o teu método próprio. Nota bem: o teu método.


Descobre, armazena e trabalha os pensamentos

Salvo raras exceções, nenhum grande escritor começou grande, isto é, a escrever bem, muito e com muitos leitores. Todos os grandes escritores começaram por ser “apenas” escritores, com boas ideias para textos. 

Os grandes escritores começam por descobrir, armazenar e trabalhar os pensamentos (ter um banco de ideias). Claro que o teu trabalho com os pensamentos depende da tua criatividade e capacidade de inovação. A criatividade e a imaginação são habilidades e as habilidades adquirem-se e treinam-se. 

Para te tornares um escritor tens de treinar a tua imaginação e “trabalhar” os teus pensamentos. E fazer das tuas ideias a matéria prima para a tua escrita. E tens de treinar todos os dias.


Encontra e desenvolve um método simples

Para começar, encontra e desenvolve um método simples, básico e aberto, um método que seja um work-in-progress, porque o que funciona hoje, provavelmente não funcionará no futuro. E porque tu queres crescer como como escritor. Um método básico e simples permite-te que o possas reajustar e ampliar.

Se quiseres tornar-te um escritor incrível, adota um método que tenha:

- métricas temporais (quando queres ter pronto o teu texto/manuscrito), 

- rituais de escrita (hora e um local para escrever), 

- momentos de reflexão (para “descobrir” pensamentos) 

- e de revisão de estilo e de texto, etc.


Desenvolve uma estrutura (framework)

Escreve todos os dias. 

Reserva uma parte do dia para escrever (de manhã cedo ou pela noite dentro). Talvez tenhas, de início, de fazer algum investimento em termos de tempo e experimentação para encontrar o momento ideal.

Quando começares a desenvolver uma ideia para um texto, não a abandones do pé para a mão, mesmo que ela te dê luta. Às vezes, a melhor forma de escrever uma ideia é no meio do combate da escrita.

A não ser que sejas capaz, não escrevas dois textos/livros ao mesmo tempo. Um pode contaminar o outro.

Na hora de começares a escrever uma ideia, pergunta-te: Em que etapa de acesso à ideia estou? Qual a grande ideia (big idea) que quero comunicar? Qual é o melhor horário de escrita para mim? Que músicas (ou tipo de música) me pode ajudar a escrever este texto?


Feito é melhor que perfeito

A escrita é um processo que umas vezes corre bem e rapidamente, outras nem por isso. 

Tenta não te concentrares na perfeição. 

Concentra-te primeiro no bom, depois no ótimo e, finalmente, no extraordinário. 

Se quiseres tornar-te um grande escritor, foca-te no mais importante para ti: a tua escrita.


Considerações finais

Aprende como descobrir pensamentos facilmente. 

Promove um método de escrita simples. 

Desenvolve e exponencia esse método. 

Além disso, lê e escreve todos os dias: a qualidade raramente acontece sem a quantidade.


Para te ajudar a encontrar e desenvolver o teu método de escrita - a escrever, publicar e pensar como escritor –, criei e proponho-te uma Mentoria de Escrita – a Comunidade de Escritores –, que funcionará de outubro de 2021 a julho de 2022.


Descobre mais sobre esta Comunidade!


[JMR]


Ou descarrega o e-book: 

10 Passos para escreveres (e publicares) um livro!


Nele, encontras 10 passos para escrever e publicar, com sucesso, o teu livro.

Tudo tintim por tintim

Comentários!

Política de Privacidade I Termos e condições

© 2021 | Trinta-por-uma-linha