Sidónio Muralha nasceu há 100 anos!


Pedro Sidónio de Araújo Muralha, nascido em 1920 (a 29 de Julho), partiu com Alexandre Cabral para o Congo Belga, aos 23 anos de idade. Tal exílio deve-se à perseguição da polícia política resultante da publicação do livro de poemas Beco (1941), da sua filiação no movimento neorrealista português e na geração contestatária do Novo Cancioneiro, onde publicou Passagem de Nível (1942). Embora residente no Congo Belga, como funcionário primeiro e depois diretor geral da Unilever Internacional, nunca perdeu o contacto com Portugal, tendo mesmo casado (por procuração) com Maria Fernanda d’Almeida e, numa visita ao país, no ano de 1949, publicado, a expensas próprias, a segunda edição de Beco e Passagem de Nível em volume conjunto. No ano seguinte publicou Companheira do Homens (1950) e o primeiro livro de poemas para crianças: Bichos, Bichinhos e Bicharocos (1950), com desenhos de Júlio Pomar (de quem foi amigo) e músicas de Francine Benoit. Depois de uma passagem de dois anos por Bruxelas, face aos acontecimentos tumultuosos na vida social do Congo Belga, continuando a trabalhar para a Unilever, viaja pelo mundo, e, por volta de 1962, chega ao Brasil, país onde viria a permanecer até ao fim da vida. Na cidade de S. Paulo, em parceria com os portugueses Fernando Correia da Silva (escritor) e Fernando de Lemos (pintor) funda a Giroflé, editora independente que revolucionou a publicação de livros para crianças, apesar do projeto não ter singrado. No início da década de 70, depois de ter publicado vários livros infantis no Brasil, publica, em Portugal, a antologia de poesia Poemas (1971), e os livros O Companheiro (1975) e A amizade bate à porta (1975) para celebrar a libertação do país pela revolução dos cravos. Segue-se a publicação dos livros Valéria e a Vida (1976), «Prémio Meio Ambiente na Literatura Infantil» e Helena e a cotovia (1979), «Prémio Portugal 79 – Livro para Crianças», ilustrados por Fernando Lemos e publicados pela editora Livros Horizonte. Em 1978 fica viúvo de Maria Fernanda d’Almeida Muralha e casa com a médica obstetra Helen Butler Muralha, fixando residência em Curitiba (Paraná), cidade onde faleceu a 8 de dezembro de 1982. É considerado um dos maiores poetas para crianças de sempre em língua portuguesa.

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube

Trinta Por Uma Linha - Largo Eng. António de Almeida, 30, 3.º Andar - Sala DD3 - 4100-065 Porto

geral@trintaporumalinha.com