BI(BLI)OGRAFIA DE ILÍDIO SARDOEIRA

De Ilídio Sardoeira ficaram a memória e as palavras: as palavras doces como o mel e cortantes como um punhal, as palavras certas no coração das coisas essenciais, as palavras que deram ser e corpo à liberdade, as palavras com que descobriu e aprendeu tantos (primeiros) segredos…
De Ilídio Sardoeira, o tempo – aquele que viveu entre nós, aquele que nos faz viver ao ler os seus escritos, e aquele que nos fará amar sempre a liberdade – é, foi e será fonte e ventre…
… de um caçador de madrugadas!

A vida é um mistério deslumbrante,
Um desvendar eterno
Através de sombras e fantasmas...
Viver é procurar pôr sobre a terra
O sonho que no berço iniciámos!

(A minha aldeia, 1940)

O CAÇADOR DE MADRUGADAS

€10.00 Preço normal
€9.00Preço promocional