Num dia de inverno rigoroso, o rio encheu e a força da água partiu o rodízio do moinho. Zacarias, o gato do moleiro, “apanhou um valente susto”, mas logo se recompôs, ao mesmo tempo que percebia que o dono “estava metido em trabalhos”. Verificados os estragos e depois de alguns “momentos de nervosismo e agitação”, o moleiro concluiu que o melhor que tinha a fazer era reparar o moinho e pô-lo a funcionar o mais depressa que pudesse. Sempre observado pelo gato Zacarias, pegou num machado e procurou uma árvore para obter a madeira necessária à construção de um rodízio. Mas, para sua grande surpresa, de cada vez que se preparava para cortar uma árvore, esta avisava-o de que não devia fazê-lo. O moleiro, porém, não escutou os avisos das árvores e derrubou o carvalho onde moravam os pássaros amigos de Zacarias e junto do qual o gato costumava dormir a sesta. A desobediência do moleiro levou á destruição do moinho e ao desaparecimento de Zacarias. Mas a história não acaba aqui... Há um final feliz que convém conhecer! 

O MOLEIRO E AS TRÊS ÁRVORES

€9.50 Preço normal
€8.55Preço promocional
  • Maria da Conceição Vicente (escreveu)
    Cátia Vidinhas (ilustrou)

    Ano: 2014
    Formato: 16,0cm x 16,0cm
    Nº de páginas: 32
    ISBN: 9789898213877