Se aceitarmos a premissa, com base na estética da recepção, de que o leitor é também coautor, chegou a hora de socializarmos a construção de sentidos – que nunca são dados, oferecidos – nos poemas de José Dias Egipto. Sim, caros amigos, os sentidos são sempre construídos em um processo interacional.

O autor é um médico-escritor entre outros que se destacaram nas literaturas portuguesa e brasileira: Miguel Torga, Antônio Lobo Antunes, Guimarães Rosa e Pedro Nava são ilustres representantes dessa estirpe. Se aceitarmos outra premissa, a importância tanto do texto quanto do autor no processo de leitura, cabe ressaltar que o José Dias Egipto, além de médico, é filho de uma brasileira do Pará e de um médico português. Se somos produto de nossas histórias pessoais e familiares, de nossas vivências culturais, de nosso percurso sociopolítico, nossos textos refletem a trajetória que tivemos na vida.

Nos textos aqui publicados, percebemos que o autor dividiu-os em três temas: o mundo, o amor e os frutos. São trinta e quatro textos assim distribuídos: quatorze, no 1º tema; nove, no 2º; onze, no 3º. É um livro de poesia. A prosa só aparece no tema mundo, no texto “Manifesto Anti-Ego”, cuja natureza é própria do campo argumentativo. A contundência do manifesto contrário aos que se pautam pelo narcisismo materializa-se na crítica a profissionais vaidosos e egoístas. O autor começa pelos seus pares, médicos e escritores, mas não poupa cientistas, filósofos, políticos e sacerdotes. Por todos, demonstra seu menosprezo e enaltece a cultura, a tradição e o amor.

[in Prefácio, de André C.Valente]

O mundo o amor e os frutos

12,50 € Preço normal
7,50 €Preço promocional
  • Ano: 2019
    Formato: 14,8cm x 21,0cm
    Nº de páginas: 96
    ISBN: 978-989-8582-81-2

Subscreva a Mailing List

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Trinta Por Uma Linha - Largo Eng. António de Almeida, 30, 3.º Andar - Sala DD3 - 4100-065 Porto

geral@trintaporumalinha.com